Você está em: Portal Diabetes > Entenda o Diabetes > Tratamento > Complicações

Complicações

Complicações do Diabetes

Muitas das complicações relacionadas ao diabetes são causadas pelos altos níveis de açúcar no sangue. Ao controlar o açúcar em seu sangue, você pode ajudar a minimizar as complicações do diabetes.

Complicações a Curto Prazo

Quando o seu açúcar sanguíneo está fora de controle durante períodos curtos, você pode experimentar as seguintes complicações:

Hipoglicemia ou Baixa Quantidade de Açúcar no Sangue

Os sinais de alerta da hipoglicemia incluem sensação de tremor, suor, fraqueza, vertigem, irritação, fome extrema e dor de cabeça. Se você estiver hipoglicêmico, faça o seguinte:

  • Se possível, verifique o açúcar em seu sangue para confirmar se o nível de glicose está abaixo do normal;
  • Caso autorizado pelo seu médico, ingira ao menos 15 a 20 gramas de açúcar ou carboidrato simples, escolhendo uma opção das sugestões seguintes:
    • ½ copo de suco de fruta;
    • 2 colheres de sopa de passas;
    • 4 ou 5 biscoitos cream cracker;
    • 4 colheres de sopa de açúcar;
    • 1 colher de sopa de mel ou xarope de milho.
  • Caso não esteja se sentindo bem em 15 minutos, realize os procedimentos para aumentar o açúcar do seu sangue recomendados pelo seu médico e sempre consulte seu profissional de saúde caso a condição persista;
  • Após se sentir melhor, verifique o açúcar no seu sangue e certifique-se de fazer suas refeições e lanches conforme planejado por seu médico e nutricionista para manter seu nível de glicose sanguínea alto.

Hiperglicemia ou Alta Quantidade de Açúcar no Sangue

Os sinais de alerta da hiperglicemia incluem visão embaçada, dor de cabeça, sede elevada, urinação elevada, irritabilidade, cansaço e perda inexplicável de peso durante um período de tempo. Se você estiver hiperglicêmico, faça o seguinte:

  • Beba muita água e líquidos sem açúcar;
  • Siga seu plano de refeição recomendado. (Se você não tiver um plano, consulte seu nutricionista);
  • Tome sua medicação conforme prescrito por seu médico. Caso o nível de açúcar em seu sangue permaneça alto, consulte seu médico ou educador para diabetes;
  • Teste mais frequentemente o seu açúcar sanguíneo (a cada 3 a 4 horas);
  • Fale com seu médico sobre como a atividade física pode lhe ajudar a reduzir o nível de açúcar em seu sangue.

Cetoacidose

Cetoacidose é uma condição séria geralmente causada pelo diabetes tipo 1. Ela ocorre quando há pouca insulina na corrente sanguínea para ajudar o açúcar a penetrar nas células e o corpo busca outros tipos de combustível para queimar. Quando o corpo queima gordura armazenada, as cetonas começam a aumentar no corpo e a aparecer na urina. Os primeiros sinais de alerta da cetoacidose são sede ou uma boca muito seca, urinação frequente, altos níveis de açúcar no sangue e de cetonas em sua urina. Então, outros sintomas também podem aparecer, incluindo fadiga, pele seca ou avermelhada, náusea ou dor abdominal, respiração curta, hálito com odor de fruta e confusão. Consulte seu profissional de saúde caso sofra estes sintomas.

Seu médico deverá lhe dizer quando você deve testar suas cetonas. Também é uma boa ideia realizar testes nas seguintes condições:

  • Antes do café da manhã. Este teste mede a chamada “Glicemia do jejum”;
  • Se o seu açúcar for de 250 mg/dL (13,9 mmol/L) ou superior em dois testes sucessivos;
  • Caso você esteja doente (mesmo que seja um resfriado), visto que estar doente pode fazer com que tenha cetonas;
  • Caso você esteja vomitando ou com diarreia;
  • Caso você esteja sob estresse ou aborrecido;
  • Caso você esteja grávida.

Complicações em Longo Prazo

Ao longo do tempo, os níveis altos de açúcar sanguíneo podem danificar os vasos sanguíneos e os nervos em seus grandes órgãos, em suas pernas e pés. Isso pode fazer com que haja complicações, incluindo circulação reduzida, cegueira, problemas nos pés e amputações, problemas de nervo, doença renal e cardíaca.

O acompanhamento próximo do seu diabetes e a correta mensuração e controle de sua glicose ajudam você a permanecer saudável e afastar o risco de sofrer com essas complicações.

Fontes: Mayo Clinic, American Diabetes Association